Nossa História

Província São Francisco de Assis

A Província São Francisco de Assis está presente no Brasil há mais de 60 anos. Foi aprovada como “Comissariado da América Latina” juntamente com a Argentina e Uruguai durante o Capítulo Provincial de Pádua no ano de 1955, e erigida como Comissariado Independente no dia 04 de outubro de 1961, com o Decreto do Ministro Geral Frei Basílio Heiser . Em 1970 foi erigida Custódia Provincial no Capítulo Provincial de Pádua, e apresentada como Província São Francisco de Assis no Capítulo Extraordinário de Pádua no ano de 1980, sendo erigida no Capítulo Geral Extraordinário de Assis a 23 de setembro de 1981. Seu 1º Capítulo provincial ocorreu em janeiro de 1983.

Sua história é marcada por lutas, desafios, criatividade e esperança, cuja trajetória teve início no dia 02 de janeiro de 1949, quando Frei Vitório Valentini e Frei Marino Temporin desembarcaram no porto de Santos. Esses frades vieram da Itália, mais precisamente da Basílica de Santo Antônio de Pádua. O destino desses nossos irmãos era uma jovem paróquia da periferia, situada na cidade de Santo André/SP, cujo único bem era uma réplica da cruz do Senhor do Bonfim, recebida em doação. Frei Vitório nos deixou um relato sobre como foi sua chegada em Santo André: “No dia 5, com nossas poucas malas, finalmente nos instalamos em Santo André, no Parque das Nações, na Rua Suíça. A Igreja era um salão com dois pequenos sinos instalados sobre dois postes. Um quartinho estava reservado para mim, e Frei Marino dormia na cozinha… Compramos um fogão a gás e duas camas à prestação. Não precisávamos de cobertores porque o calor era intenso”.

Assim foi a chegada a Santo André. O primeiro convento era tão simples e pobre que o Frei Vitório o chamava de Rivotorto, para recordar o lugar(estrebaria) onde São Francisco e seus companheiros se instalaram, no princípio da Ordem, na planície de Assis.

A Província São Francisco de Assis do Brasil marca presença nos estados de São Paulo, Paraná e Bahia com um trabalho que vai desde os meios de comunicação social como: Rádio Imaculada Conceição, revistas como o Mensageiro de Santo Antônio e Mílite, paróquias, creche, escola, pastorais sociais, pregação de retiros e com um desafio especial para com as missões dentro e fora do País. Portanto, ser Franciscano Conventual hoje significa assumir os desafios que cada época trás, a partir da experiência de nosso pai São Francisco e de todos os frades que nele se inspiraram nas diversas épocas, dando frutos pastorais, litúrgicos, culturais, caritativos sociais e auscultando sua dimensão fraterna e comunitária.

• CAPÍTULOS E MINISTROS PROVINCIAIS

Ano Ministro Provincial Cap. Provincial
1983 – 1985 Frei Geraldo Monteiro I
1986 – 1988 Frei Roberto Tóttoli II
1989 – 1991 Frei Luiz Favaron III

1992 – 1994 Frei Luiz Favaron IV
1995 – 1997 Frei Bruno Maria Manzoni V
1998 – 2001 Frei Bruno Maria Manzoni VI
2002 – 2005 Frei Antônio Molisani Telles VII
2006 – 2009 Frei Antônio Molisani Telles VIII
2010 – 2013 Frei Geraldo Monteiro IX
2013 – 2017 Frei Gilson Miguel Nunes X