Memorial

1961

01. Frei Lino Biasi: de Giovanni B. e Rosa Fedrizzi. Nasc. em Sfruz (Trento-Itália) aos 29.09.1906, entr. 24.12.1918, Prof. Temp. 25.09.1222, Prof. Perp. 17.05.1928, Ord. Sac. 25.05.1929. Esteve no Brasil, Argentina e Uruguai de 1953 a 1958. Faleceu em Pádua (Itália) aos 06.07.1961, com 55 anos de idade. Sepultado em Arcella – Pádua.
Delegado Provincial da Província de Pádua e Visitador das fundações da mesma na América Lati-na. Ainda que por breves anos, manteve a ligação jurídica e afetiva entre Pádua e Argentina, Uru-guai e Brasil.

1969

02. Frei Carlos (Mário) Varotto: de Rinaldo V. e Maria Dianin. Nasc. em Creola de Saccolongo (Pádua-Itália) aos 10.06.1903, entr. 24.10.1915. Prof. Temp. 24.04.1923, Prof. Perp. 15.04.1926, Ord. Sac. 12.08.1928. Chegou ao Brasil em 1954 e permaneceu até 1958. Faleceu em Pádua aos 28.05.1969, com 66 anos de idade. Sepultado em Arcella – Pádua.
Primeiro Delegado da Província de Pádua no Brasil.Professor de italiano no seminário do Bonfim Cativou a todos por sua simplicidade e compreensão fraternas.Grande orador e estudioso Antoni-ano.

1974

03. Frei Elias (Álvaro) Massucato: de José M. e Josefina Massucato, nascido em Campinas-SP aos 26.01.1936, entr. 16.06.1952, Prof. Temp. 08.05.1955, Prof. Perp. 04.10.1958. Faleceu em Santo André-SP aos 11.09.1974, com 38 anos de idade, vítima de um derrame cerebral. Sepultado no Cemitério em Camilópolis, Santo André-SP.
Religioso cordial, dedicado e servidor dos irmãos como diretor da gráfica da Cidade dos Meninos e, como ecônomo, nos anos iniciais da fundação do Seminário de Ibema (PR).

1976

04. Frei José Caruso: de Salvatore C. e Concetta Freni, nascido em Catenanuova (Catania/Sicília) aos 02.02.1918, entr. 1931, Prof. Temp. 13.10.1937, Prof. Perp. 09.11.1940, Ord. Sac. 1943. Che-gou ao Brasil em fevereiro de 1949, trabalhou em Santo André e na paróquia N.Sra. da Candelá-ria, em S. Caetano. Voltando à Itália doente, faleceu na sua região da Sicília aos 26.04.1976. Se-pultado na cidade de Catania, Sicília (Itália).
Professor de música no Seminário menor do Bonfim e mais tarde, como diocesano, pároco de N. Sra. Candelária em São Caetano do Sul (SP). Doente voltou para a Sicília onde veio a falecer.

1977

05. Frei Sérgio Stolcis: de Lino S. e Bianca Leonardelli, nascido em Cles (Trento-Itália) aos 14.10.1944, entr. 25.09.1955, Prof. Temp. 20.09.1961, Prof. Perp. 05.10.1965, Ord. Sac. 21.03.1970. Chegou ao Brasil em 1971. Faleceu em Guaraniaçu (PR) aos 19.10.1977, com 33 anos de idade, vítima de um tumor intestinal. Sepultado no Cemitério em Camilópolis, Santo André, (SP).
Religioso e Sacerdote dedicado. Irmã morte o acolheu em pleno labor missionário, tendo suporta-do, calado, até à mesa de cirurgia – durante a qual veio a falecer -, o doloroso processo da sua doença.

1978

06. Frei Emilio (Orestes) Favarato: de Giovanni F. e Verônica Bison, nascido em Pontelongo (Pá-dua) aos 09.05.1904, entr. 01.10.1917, Prof. Temp. 25.09.1922, Prof.
Perp. 25.09.1925, Ord. Sac.08.07.1928. Chegou ao Brasil via Argentina e Uruguai, a partir do ano 1949 e permaneceu até 1966. Faleceu em S. Dona del Piave (Veneza-Itália) aos 02.02.1978, com 74 anos de idade. Sepultado em Arcella – Pádua.
Foi Prefeito Apostólico na missão franciscana conventual de Hin-ganfu na China. Iniciou nossa pre-sença em Caxias do Sul (RS) em 1966, foi guardião no Bonfim e deixou marcas de dedicação mis-sionária popular.

1979

07. Frei Anselmo (Igino) Sartori: de Domenico S. e Rosa Rizzo, nascido em Camposampiero (Pá-dua) aos 18.05.1907, entr. 10.11.1918, Prof. Temp. 04.10.1923, Prof. Perp. 15.06.1928, Ord. Sac. 21.09.1929. Transcorreu no Brasil os anos de 1956 até o início dos anos 60. faleceu em San Pietro de Barbozza (Treviso, Itália) aos 21.05.1979, com 72 anos de idade. Sepultado em Arcella – Pádua
Professor de artes manuais no seminário Senhor do Bonfim e pároco em Caçapava (SP), onde des-tacou-se pelas iniciativas organizadas para motivar crianças a participarem da catequese e a San-ta Missa.

1983

08. Frei Luís Bíscaro: de Giulio B. e Maria Tognato, nascido em Sabaudia (Latina/Lázio/Itália) aos 13.08.1939, entr. 09.10.1950, Prof. Temp. 04.09.1957, Prof. Perp. 04.10.1961, Ord. Sac. 03.04.1965. Chegou ao Brasil em 1965. Faleceu em Borgo Vódice (Latina), aos 03.06.1983, com 43 anos de idade, vítima de uma degeneração paralisante progressiva dos nervos. Sepultado no Ce-mitério de Borgo Vódice(Itália).
Religioso alegre, cordial e dedicado. Suportou corajosamente uma grave enfermidade, oferecen-do sua vida pelas vocações sacerdotais e relIg.iosas. Esteve presente, em cadeira de rodas, na ca-nonização de São Maximiliano Kolbe no dia 10 de outubro de 1982, no Vaticano.

1984

09. Frei Egídio Carlotto: de Giuseppe C. e Antônia Michelato, nascido em Tezze d’Arzignamo (Vi-cenza-Itália) aos 01.05.1921, entr. 04.1.1932, Prof. Temp. 01.08.1938, Prof. Perp. 04.10.1942, Ord. Sac. 03.06.1944. Chegou ao Brasil em 1954, após permanência no Uruguai. Faleceu em Pinhais (PR), aos 18.12.1984, com 63 anos de idade, vitimado por um ataque cardíaco durante o sono. Sepultado no Cemitério em Campo Comprido, Curitiba (PR).
Religioso forte e sensível, somava ao zelo apostólico um grande espírito de sacrifício.

1989

10. Frei Lívio (Ottorino) Panizza: de Rodolfo P. e Catarina Bertolin, nascido em VermIg.lio (Tren-to-Itália) aos 24.11.1933, entr. 19.10.1943, Prof. Temp. 08.09.1951, Prof. Perp. 04.10.1955, Ord. Sac. 17.05.1959. Chegou ao Brasil, quando ainda estudava Teologia, em 1958. Faleceu em Curiti-ba-PR aos 26.01.1989, com 55 anos de idade, vítima de um tumor malIg.no. Sepultado no Cemité-rio em Campo Comprido, Curitiba (PR).
Fundador da “Escola em Busca do Ser” e da Casa de Retiros São Francisco de Assis em Rondinha, Campo Largo (PR). Dedicado e apreciado diretor espiritual e psicoterapeuta. Lutou até o fim con-tra a morte, aceitando-a no processo de entrega à vontade do Pai.

1989

11. Frei Estanislau (Sílvio) Sgarbossa: de Valentino e Maria Grego, nascido em Cittadella (Pádua-Itália) aos 07.08.1916, entr. 09.10.1929, Prof. Temp. 04.09.1935, Prof. Perp. 24.10.1938, Ord. Sac. 1942. Transcorreu no Brasil os anos de 59-62. Faleceu em Pádua (Itália), aos 06.03.1989, com 72 anos de idade.
Animou, como guardião, a fraternidade do Bonfim, e foi professor de italiano dos professos. Man-teve relacionamento cordial com os freis da nossa Província até o fim de sua vida como secretário provincial das missões.

1992

12. Frei Ronaldo Luiz Marguti: de Airton e Tereza de Jesus Marguti, nascido em Agudos (SP) aos 07.08.1961, Entr. 01.03.1982, Prof. Temp. 12.02.1985, Prof. Perp. 22.04.1989, Ord. Sac. 09.12.1989. Faleceu em Laranjeiras do Sul (PR), aos 25.08.1992 com 31 anos de idade, vítima de acidente automobilístico. Sepultado no Cemitério em Camilópolis (Santo André – SP).
Religioso que cativava a muitos pela sua simpatia. Era entusiasta da causa dos pobres e das mis-sões. Estava se preparando para trabalhar na missão de Angola.

1992

13. Frei Estevão (Sakae) Yamagashira: de Isematsu Y. e Shizu Yamagashira, nascido em Nagasaki (Japão) aos 20.12.1934, entr. 01.04.1948, Prof. Temp. 25.03.1954, Prof. Perp. 08.12.1957, Ord. Sac. 09.07.1961. Chegou ao Brasil em 23.03.1963. Faleceu no Japão, aos 13.11.1992, com 58 anos de idade, vítima de tumor. Sepultado no Cemitério de Nagasaki (Japão).
Religioso de caráter comunicativo cultivou o esporte, dedicou-se à pastoral Nipo-brasileira e cola-borou nos seminários.

1992

14. Frei Vicente Franzoso: de Giovanni F. e Giovanna Favaron. Nascido em Torino/Piemonte/Itália aos 03.08.1935, entr. 09.10.1947, Prof. Temp. 28.09.1954, Prof. Perp. 04.10.1958, Ord. Sac. 07.04.1962. Faleceu em Caxias do Sul (RS), aos 11.12.1992, com 57 anos de idade, vítima do dia-bete. Sepultado no Cemitério em Desvio Rizzo, Caxias do Sul (RS).
Religioso alegre e brincalhão, dedicou sua vida a promoção vocacional e à formação dos semina-ristas em Santo André e, sobretudo em Caxias do Sul (RS).

1996

15. Frei Vitório Valentini: de Fernando V. e Giuseppina Zanin, nascido em Tuenno (Trento-Itália) aos 03.06.1908, entr. 25.02.1922. Prof. Temp. 12.08.1927, Prof. Perp. 12.08.1930, Ord. Sac. 02.07.1933. Faleceu em Ribeirão Pires (SP) aos 23.06.1996, com 88 anos. Sepultado no Cemitério em Camilópolis, Santo André, (SP).
Em janeiro de 1949 chegou ao Brasil enviado pela Província de Pádua. Juntamente com frei Mari-no Temporin, iniciou na paróquia do Senhor do Bonfim, em Santo André, a missão que se tornaria a Província São Francisco de Assis do Brasil. Faleceu pronunciando as palavras: “Meu Jesus, mise-ricórdia!” É considerado “o patriarca da Província”.

1999

16. Frei Tarcisio (Guerino) Miotto: de Antônio e Vittoria GrIg.olon Miotto, nascido em Ronchi de Casalserugo (Pádua-Itália), aos 25.08.1916, entr. 14.10.1929, Prof. Temp. 20.10.1935, Prof. Perp. 24.10.1939, Ord. Sac. 28.02.1942. Faleceu em Santo André (SP) aos 13.11.1999. Sepultado no Ce-mitério em Camilópolis, Santo André (SP).
Embora tivesse estudado espanhol para ir ao Uruguai, veio ao Brasil em 1953. Pertence à primei-ra geração missionária que veio da Província de Pádua. Sempre atuou, com generosidade, na pas-toral paroquial.

2001

17. Frei Mariano (Eufemio) Scaini: de Leonardo e Angelina Giavedoni, Nasceu em Gradiscutta (Údine-Itália) a 18.05.14; entr. 08.10.26; prof. temp. 04.10.32; prof. perp. 01.11.35; ord. sac. 23.03.40. Faleceu em San Pietro di Barbozza no dia 01.02.2001.
Sempre cultivou a dimensão missionária: com generosidade e abertura ao novo desde a juventude esteve na Missão da Albânia e, no Brasil, sobretudo em (Santo André – SP), Guairá, PR e Ibema, PR.

2002

18. Frei Luciano (Ettore) Biasio: de Emílio e Maria Torniero. Nasc. em Piazzola Sul Brenta-Pádua-Itália aos 01.10.22; Entr. 10.10.35; Prof. Temp. 08.09.41; Prof. Perp. 04.10.44; Ord. Sac. 19.03.48. Falecido em Cascavel – PR, no dia 16.12.2002.
Pertence à primeira geração missionária que veio da Província de Pádua. Marcou presença pasto-ral dedicada em muitas localidades, inclusive no Uruguai e Argentina.

2004

19. Frei Salvador (Giuseppe) Stagni: de Domenico Stagni e Antonia Musich Stagni. Nasc. em Us-trine di Ossero, Pola, Itália a 19.03.1926, Prof. Temp. 29.11.44, Ord.Sac. 16.03.52. Faleceu a 30.06.2004 na casa de férias marítima de Bibione, acometido de ataque cardíaco. Foi sepultado em Arcella-PD.
Esteve no Brasil de 1954-1956 na Candelária (SCS), depois de 1956 a1962 em Santo André como Reitor do Seminário Menor e 1963-1964 como Vigário da Paróquia do Bonfim.

2006

20. Frei Emanuel (Francesco) Bridio: nascido em Albignásego, Pádua, Itália, dia 01.12.1922, entr. 09.10.1933, Prof. 08.09.1940, Prof.Perp. 04.10.1944, Ord. Sac.19.03.1948. Trabalhou no Brasil dos anos de 1952-66. Faleceu em Camposampiero aos 16.01.2006, com 83 anos de idade.
Religioso que prezava muito a contemplação e oração. Marcou sua vida nos inícios da Província, pela dedicação às vocações. Dedicado reitor do seminário menor, “ procurador” vocacional e mestre de noviços em Santo André.

2006

21. Frei Paulo Betoni Oblak (Hélio): de Antônio e Helena Betoni Oblak. Nasc.em Caçapava (SP) aos 15.09.37; Entr. 07.08.59; Prof. Temp. 29.11.64; Prof. Perp. 08.12.68; faleceu em Caçapava aos 22.03.2006.
Deixou, como irmão Religioso, lições de disponibilidade, entusiasmo, lucidez e profissionalismo na sua vivência e no trato com as pessoas. Seus ideais franciscanos eram alimentados pela devoção a Maria Imaculada e pela Eucaristia. Dedicou-se de coração e com competência à animação voca-cional.

2006

22. Frei José Valentini: de Celeste e Enrica Leonardi Valentini. Nascido em Tuenno, Trento(It) aos 01.03.27; entr. 28.08.54; Prof. Temp. 04.10.55; Prof. Perp. 04.10.58; Ord. Sac. 14.03.59; faleceu em (Ubatuba – SP) no dia 06.07.2006.
Sua morte deixou uma grande saudade. Tinha conquistado a confiança e a admiração da Província inteira pela sua dedicação, disponibilidade, humorismo e simplicidade, decorrentes de sua fé. Na celebração do seu enterro, frei José foi definido unanimemente “homem bom e justo”.

2008

23. Frei Jerônimo Campioni: de Angelo Campioni e Angela Bazzani. Nascido em Pissatola de Tre-centa, RovIg.o, Itália, aos 20.06.1924; entr. 07.10.38; Prof.Temp. 12.09.44; Prof.Perp. 04.10.48; Ord.Sac. 16.03.52; faleceu em Curitiba no dia 22.09.2008.
Jerônimo pertenceu, após os pioneiros, à primeira geração de missionários que vieram da provín-cia de Pádua, para consolidar a presença no Brasil. Sua fé, generosidade, jovialidade, dedicação aos pobres e à fraternidade provincial ficam entre os seus legatos mais preciosos.”Eis um verda-deiro israelita no qual não existe fraude!”, pode-se afirmar de fr Jerônimo.

2009

24. Frei FranciscAntônio (Luiz) Ricci: de João e Rozalia Longo Ricci; nascido em São Simão, SP aos 07.09.1927; entr. 16.06.1952; prof. Temp. 02.05.1954; prof. Perp. em Pádua, It em 31.05.1957; faleceu em hospital de Diadema, SP no dia 17.09.2009. Está sepultado no cemitério de Camilópolis (Santo André – SP).
Frei Francisco foi um dos primeiros frutos de vocação franciscana entre os frades vindos da Itália. Pertencia a OFS de Santo André e tornou-se um frade referencial na Delegação, Custódia e Pro-víncia, exercendo vários encargos no governo, na formação, na economia, no MSA, sempre com discrição e responsabilidade. Era chamado – e considerado – “coluna mestra do Bonfim”. Deixou saudades e exemplo de amor à família provincial.

2009

25. Frei Giocondo (Aldo) Daminato: De Sílvio e Genoveffa Perosin. Nascido em Rústega, Pádua, It aos 02.08.1926; entr. 06.10.1937; prof. Temp. 11.09.1943; prof. Perp. 01.10.1948; ord. Sac. 19.03.1951; faleceu no Seminário Senhor do Bonfim (Santo André – SP) no dia 17.10.2009.
Frei Giocondo Aldo Daminato chegou jovem ao Brasil, apenas ordenado sacerdote,em 1951 jun-tamente com fr Emanuel Bridio para atuar no iniciante Seminário menor Senhor do Bonfim, na época chamado Seminário Seráfico dos Fradinhos de Santo Antônio(1953). Mais tarde atuou na pastoral paroquial praticamente em quase todas as nossas comunidades de SP, PR e RS. Notável por sua alegria, seu canto, sua presença amIg.a entre os povos mais simples que servia com pai-xão. Ficou bastante adoentado no último período da vida, sempre tratado com carinho pelos con-frades de Caçapava e Santo André. Era “Giocondo” = jucundo – alegre de nome e de fato.

2009

26. Frei Pio (Ciro Enea) Populin: de Benedetto e Argentina Pauluzzi Populin. Nascido em Buia – Údine, It, aos 17.02.1913; entr. 19.09.1931; prof. Temp. 02.08.1934; prof. Perp. 01.08.1938; Ord. Sac. 07.06.1941; faleceu em (Ubatuba – SP) no dia 18.11.2009, aos 96 anos de idade. Está sepulta-do no cemitério de Camilópolis (Santo André – SP).
Foi uma fIg.ura singular e fora do comum. Vocação juvenil, foi sempre atraído pela contemplação e pelas atividades, pela mística e pela dedicação aos mais pobres – na Itália, os órfãos do pós-guerra (1939-1945), em Santo André, a Cidade dos Meninos para as crianças pobres, no litoral norte paulista, os caiçaras, foram sempre objetivo vivo de sua pastoral entre eles e junto às pes-soas abastadas. Sua espiritualidade franciscana, na visão dos grandes desafios da América Latina, sustentou-o sempre, sobretudo nos últimos seis anos de vida, passados na cama, cego e sem for-ças próprias. Teve todo o carinho da comunidade de Ubatuba, onde atuou nos últimos quarenta anos de sua vida.

2009

27. Frei Marino Temporin: de Luiz Temporin e Alberta Zanolin. Nasceu a 10 de outubro de 1921 em Conca d´álbero di Correzzola, Pádua, Itália. Entrou em Camposampiero a 27.05.37, profissão temporária em 24.10.39. Prof. Perp. em 04.10.44. Chegou ao Brasil a 05.01.49 juntamente com fr Vitório Valentini. Tendo voltado à Itália em 1962, deslIg.ou-se juridicamente da Ordem passando a viver em Alicante, Benidorm, litoral sul da Espanha, onde veio a falecer a 07.12.2009, com 88 anos de idade.
Frei Marino foi um frade Religioso, companheiro do fr Vitório Valentini, frade sacerdote. Ambos, da Província Patavina Santo Antônio, saíram da Basílica del Santo para fundar uma missão francis-cana conventual no Brasil, onde chegaram em janeiro de 1949, no Parque das Nações (Santo An-dré – SP). Religioso entusiasta e jovial atraiu muitas vocações, provindas sobretudo da OFS. Esteve presente no Bonfim, durante as comemorações dos 50 anos de fundação da Província, em 1999. Voltou ao Brasil em 2000. Manteve sempre uma ligação afetiva à nossa Ordem. “Sempre sentiu-se frade e com muitos frades conservou uma grande amizade. Distinguiu-se por inúmeros gestos de beneficência para conosco e para com as Irmãs Clarissas”, escreveu dele o frei Giorgio Silves-tri, ecônomo geral, em carta de 20.12.2009.

2011

28. Frei Maximiliano Basso: Nasceu em Caselle di Santa Maria di Sala, Veneza, Itália a 18.09.1935 e faleceu em Camposampiero, Itália a 19.01.2011, com 75 anos. Após ser custódio provincial na Argentina, esteve cerca de um ano (1995) no Brasil em convivência e trabalho pastoral em Santo André (Aparecidinha), impressionando por sua alegria contagiante e “misturância” de línguas: italiana, castelhana e portuguesa. Está sepultado em Camposampiero, Pádua, Itália.

2012

29. Frei Estanislau Masetto: Nasceu em VeternIg.o di Santa Maria di Sala, Veneza, Itália a 14.07.1924 e faleceu no dia 15.07.2012 em Pedavena, Belluno, Itália, com 88 anos. Está sepultado em Camposampiero, Pádua, Itália. Frei Estanislau, irmão Religioso, chegou ao Brasil em inícios de 1956 juntamente com Frei Anselmo Sartori, sacerdote, pároco em Caçapava. Permaneceu até o final de 1958 quando foi para Montevideo, Uruguai. Em 1961 voltou a Itália. Frade de grande sim-plicidade, fabricava terços doando-os com uma “pregaçãozinha“. Na Itália era conhecido como “Tamoio“ expressão que usava muitas vezes lembrando-se de sua estadia no Brasil.

2013

30. Frei Martinho Penasa: Nasceu em Torredo Taio, Trento, norte da Itália a 09.11.1923. Entrou no seminário de Camposampiero a 07.10.1935, profissão temporária 29.09.1941, profissão solene 04.10.1945, ordenado sacerdote a 27.03.1948, obteve a licenciatura em Sagrada Escritura no Pon-tifício Instituto Bíblico de Roma em 1952. Partiu para o Brasil nos inícios de 1953 e se dedicou ao ensinamento no seminário Senhor do Bonfim, além da pastoral. Foi pároco em São Caetano do Sul, na Ig. Nossa Senhora da Candelária (1953-1954), no Senhor do Bonfim (1955-1961), Ubatuba (1961-1963) e em Catanduva/Paraná (1963-1970). Exerceu o cargo de vice comissário provincial do Brasil (1958-1961). Voltou para Itália em 1970 e esteve em Portugal/Coimbra até 1975, quando voltou definitivamente para Itália. Faleceu no convento Imaculada de Lourdes, em S. Pietro di Barbozza, Itália, no dia 10.02.2013, com 89 anos. Está sepultado em Camposampiero, Pádua, Itá-lia.